Mulheres no Topo 2017 – Desafio no Trekking Huayhuash

O Projeto:

Da necessidade de estar em constante evolução, há um ano nasceu o projeto mais desafiador do Mochilando com Elas: o Mulheres no Topo. A ideia é que, pelo menos uma vez por ano, façamos algo que seja totalmente novo para nós. Uma experiência de montanha que nos imponha desafios e que, uma vez concluída, traga aquela sensação de superação dos nossos limites e de expansão da nossa zona de conforto.

Em 2016 a primeira edição do projeto foi concluída com sucesso e esse ano a missão será ainda mais desafiadora: vamos fazer pela primeira vez um trekking numa cordilheira andina de forma autoguiada e independente – sem contar com amigos que tenham mais experiência que nós ou que já tenham percorrido o trajeto. E, para que o desafio traga – além da superação – belíssimas recompensas, o destino escolhido foi o Circuito Huayhuash, no Peru.

Objetivo do projeto

As mulheres se destacam cada vez mais como determinantes da própria história, realizando tarefas, até então, restritas ou predominantemente associadas ao universo masculino.

Somos capazes de encarar desafios de montanha de forma independente, organizando a logística, além de fazer a orientação no percurso. Alcançar um cume ou realizar um feito inédito para o nosso grupo leva o montanhismo feminino, literalmente, ao topo.

Nosso principal objetivo é incentivar e motivar as mulheres a viverem a vida outdoor.  Que elas ganhem seu espaço em aventuras extremas e escrevam seus nomes na história do montanhismo ou que, ao contrário, deixem que esse estilo de vida crie marcas em suas próprias histórias.

O Cenário

CIRCUITO HUAYHUASH

  • Considerado um dos 5 melhores trekkings do mundo;
  • Cordilheira Huayhuash, com diversos picos acima de 6.000 m de altitude;
  • Duração: 8 dias;
  • Extensão a ser percorrida a pé: 110 Km;
  • Altitude: 3.300 – 5.000 m;
  • As inclinações do percurso podem passar de 40º;
  • Região pouco habitada;
  • Noites a cerca de 4.000 m de altitude, em campings selvagens, dormindo em barraca

O Roteiro

Dia 1: Chegada a Lima. Translado Lima x Huaraz

Dia 2: Dia em Huaraz para aclimatação à altitude

Dia 3: Trekking Santa Cruz (aclimatação)

Dia 4: Trekking Santa Cruz (aclimatação)

Dia 5: Trekking Santa Cruz (aclimatação)

Dia 6: Descanso – Huaraz (aclimatação)

Dia 7: Início do Circuito: Pocpa – Cuartelwuain – Mitucocha

Dia 8: Mitucocha – Carhuacocha

Dia 9: Corhuacocha – Huayhuash

Dia 10: Huayhuash – Viconga

Dia 11: Viconga – Cutatambo

Dia 12: Cutatambo – Huatiaq

Dia 13: Huatiaq – Jahuacocha

Dia 14: Jahuacocha – Llamac

Dia 15: Dia livre (reservado para eventuais atrasos no circuito)

Dia 16: Llamac – Huaraz – Lima

Dia 17: Lima. Retorno ao Brasil

Patrocínio e apoiadores

Falar dos nossos patrocinadores e apoiadores é falar de marcas que acreditam na força e no protagonismo das mulheres no montanhismo brasileiro.

Patrocínio:

Travessias e trekkings de longa duração exigem equipamentos à altura do desafio. A Deuter está com a gente desde a primeira edição. Vamos utilizar mochilas e sacos de dormir apropriados pro percurso e pras temperaturas que vamos enfrentar em Huayhuash. Essa AQUI é uma mochila da mesma linha que vamos usar em Huayhuash.

Para os pés, vamos contar com a qualidade, aderência e resistência das botas Snake. O trekking de Huayhuash terá a duração de oito dias. Usar a bota certa é condição primordial pro sucesso da travessia. Nesse trekking vamos utilizar essa bota AQUI.

Também desde 2016 contamos com a segurança oferecida pela SPOT Brasil por meio da utilização do nosso SPOT Gen3! Esse é o rastreador que, além de indicar nossa localização, permite que a gente envie mensagens pré-programadas via satélite (não depende de sinal de celular). Assim podemos avisar aos nossos contatos quando tudo está bem ou solicitar ajuda em caso de necessidade. Tudo isso ao alcance de um clique.

A AFCC Aventuras se tornou nossa parceira inseparável no fim do ano passado. Foi com eles que fomos pela primeira vez pra um trekking nas montanhas andinas, também no Peru! Fizemos o Circuito Ausangate em 5 dias, e essa foi uma boa preparação pro desafio desse ano.

Apoio:

Em mais um ano contamos com o apoio da nossa primeira parceira, a Casa Marlin, uma empresa genuinamente capixaba, referência no mercado outdoor. Também contamos com o apoio de peso da Loja Alta Montanha, onde compramos toda a alimentação que será utilizada durante o trekking. E parte da divulgação da expedição será feita pelo Portal Extremos, referência no Brasil e no Mundo em divulgação de esportes outdoor. Além dos apoios institucionais, durante nossa preparação contamos com a colaboração de pessoas extremamente generosas. Esse é o caso do fotógrafo Marcos Felipe Terra, que cedeu algumas de suas imagens alucinantes do Trekking Huayhuash para que pudéssemos utilizar na divulgação do projeto, incluindo essas que ilustram esse post!

 

Quer incentivar o montanhismo feminino?

Os interessados em nos apoiar de alguma forma podem entrar em contato conosco pelo e-mail contato@mochilandocomelas.com.br.

Ainda estamos em busca do nosso Patrocinador OURO, que assinará conosco a capa do E-book Guia do Trekking de Huayhuash.

Exploradoras

Anazélia Tedesco

Anazélia Tedesco tem 29 anos, é Bióloga e tem o montanhismo como estilo de vida. Nasceu em Pancas, a terra dos Pontões Capixabas, e em 2006 conheceu os trekkings de longa distância e as tradicionais travessias, o que aumentou ainda mais sua paixão por montanhas. A urgência de conhecer o mundo já a levou a percorrer os caminhos do Tour du Mont Blanc, na França, Itália e Suíça, do Monte Roraima, na Venezuela, do Circuito Ausangate, no Peru, além de paisagens que considera inesquecíveis no Brasil e no exterior, como os contornos da Serra dos Órgãos (Rio de Janeiro), Marins x ItaguaréSerra Fina (MG, SP e RJ), Chapada dos Veadeiros (GO), Chapada Diamantina (BA) e dos picos mais alucinantes do Chile numa só viagem: Patagônia, Região dos Lagos e Deserto do Atacama.

 

Thaís Tovar

Thaís Tovar tem 30 anos, é bióloga e capixaba. Morou por 10 anos no meio da floresta amazônica, fato que plantou a semente aventureira em seu coração. Percorreu trilhas em lugares incríveis como Monte Roraima, Ibitipoca, Parque Nacional do Itatiaia, Caparaó, completou a Travessia Petrópolis x Teresópolis, a Travessia da Serra Fina e a Marins x Itaguaré. Alcançou o cume da sua primeira alta montanha em 2016, o Huayna Potosi, de 6.088 m de altitude, na Bolívia. E sabe que isso é só o começo.

 

Esperamos ter vocês nos acompanhando virtualmente nessa aventura! Até lá!

Anazélia Tedesco

Anazélia Tedesco

Anazélia Tedesco tem 28 anos, é bióloga, dedica-se à restauração de florestas como trabalho e ao montanhismo como lazer - a união dessas duas coisas define seu estilo de vida. Sua história com as montanhas começa em Pancas, a terra do Pontões Capixabas, onde nasceu. Mais tarde, conheceu os trekkings de longa distância e as tradicionais travessias e, desde então, não parou mais.
Anazélia Tedesco

Últimos posts por Anazélia Tedesco (exibir todos)

6 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *