Foto: Eduardo Rangel

Pedra Branca, um Mestre Álvaro que nem todo mundo conhece

Foto: Eduardo Rangel

Bem perto de Vitória, na Serra – ES, um maciço granítico imponente chama a atenção de qualquer um que passe. É o Mestre Álvaro!

 

SOBRE O LUGAR

Como a presença dessa montanha, por si só, já inspira um grande desafio, é cada vez mais comum ver grupos, grandes ou pequenos, se aventurando em busca do seu cume. E nesse quesito o Mestre também não faz feio: são 833 m de altitude em pleno litoral. O entorno mescla paisagens urbanas e ambientes ainda naturais, com muita vegetação de restinga e um dos maiores manguezais em área metropolitana do mundo, o exuberante manguezal de Vitória e a sua Estação Ecológica Ilha do Lameirão.

O Mestre Álvaro faz parte de um ‘corredor’ de fragmentos de floresta que vai desde o litoral até a região serrana do ES. Essa característica permite que até hoje sejam avistados animais como a onça parda, fotografada meses atrás por um grupo de turistas que fazia a caminhada ao cume.

Por todos esses atrativos, é normal que muita gente se aventure ali com o objetivo de atingir o ponto mais alto e poder contemplar a beleza do entorno.

Foto: Eduardo Rangel

 

A TRILHA

Na nossa primeira vez no Mestre Álvaro, em vez de buscar o cume, resolvemos fazer diferente. Numa trilha repleta de cachoeiras e bem menos explorada, o guia Patrick Castelo, do GPAMA – Grupo de Proteção Ambiental Mestre Álvaro, mostrou pra gente que o Mestre pode ser muito mais do que o tão desejado topo. Fomos até a Pedra Branca. Comparada ao resto do Mestre Álvaro ela é apenas uma pequenina, mas a vista lá de cima é digna de grandes montanhas do litoral.

Foto: Eduardo Rangel

 

Recomendamos fortemente que a trilha até a Pedra Branca, para quem não tem familiaridade com a região, seja feita na companhia de um guia. Apesar de o percurso não exigir muito fisicamente, os trechos dentro de mata não são bem marcados, sendo fácil se perder sem a referência de alguém que tem costume de andar por lá. Não existem placas ou outra indicação de caminho. Apenas uma vez ou outra aparecem fitas zebradas amarradas às árvores, o que não vai te ajudar muito se você se perder.

 

PEDRA BRANCA

O dia ficou bastante nublado, o que não é totalmente ruim, porque assim o sol castiga menos. Mas nos momentos em que ficamos no cume da Pedra Branca o ventinho frio deixou a aventura realmente com ares de montanha… =)

 

Nível da trilha: leve – com alguma dificuldade pra acesso ao topo da Pedra Branca. Nesse ponto pode ser necessária a utilização de cordas, de acordo com a experiência do aventureiro.

Característica: trilha linear – a volta é pelo mesmo caminho que a ida.

Duração: 3 horas, com tempo no cume

E essa é só uma das infinitas formas de explorar essa montanha incrível. Um pedaço da natureza que resiste bravamente no meio da civilização.

 

COMO CHEGAR

O acesso a essa trilha é feito pelo Bairro Jardim Tropical, na Serra. Do Aeroporto de Vitória

até lá, de carro, são menos de 15 minutos!

 


 

GUIA

Patrick Castelo

Contato: 99810-2527 / 3338-4695 / 98844-5808

Opções: Trilhas, travessias e acampamentos no Mestre Álvaro. Até o cume ou até a Pedra Branca. Noturna ou diurna.

 

 

Anazélia Tedesco

Anazélia Tedesco

Anazélia Tedesco tem 28 anos, é bióloga, dedica-se à restauração de florestas como trabalho e ao montanhismo como lazer - a união dessas duas coisas define seu estilo de vida. Sua história com as montanhas começa em Pancas, a terra do Pontões Capixabas, onde nasceu. Mais tarde, conheceu os trekkings de longa distância e as tradicionais travessias e, desde então, não parou mais.
Anazélia Tedesco

Últimos posts por Anazélia Tedesco (exibir todos)

10 Comentários

  • Marcelino Ramaldes

    Uma excelente matéria de um local maravilhoso e extremamente atraente. O Guia sugerido, Patrick Castelo uma pessoa 10, muito responsável, cuidadoso, companheiro e incentivador.
    Show… vale a pena, vou e quero retornar.

  • Ernando dos Santos

    Mestre Álvaro um lugar que encanta qualquer um . Patrick Martins um excelente Guia e muito responsável com os trilheiros.

    • Patrick Martins Castelo

      Ernando meu amigo , fico agradecido pelo seu comentário , e esse carinho com os que nos visitam nao poderia ser diferente .
      Fazemos de forma que todos curtam a montanha pra volta um dia . Além de que de alguma forma ajuda a preserva a montanha , fazendo um turismo consciente ,falando da importância de ser preserva nosso meio ambiente .

    • Privilégio nosso ter o Mestre aqui do nosso lado, né Ernando?
      Abração!

  • Patrick Martins Castelo

    Mochilando com elas

    Estou mega agradecido por ter recebido vocês aqui na montanha , agradecido também por lembrarem da gente no post que ficou muito bom . Meninas essa com certeza é pra mim uma excelente ferramenta para promover nosso trabalho , feliz pelo sucesso de vocês e estou aqui acompanhando e curtindo tudo o que vocês fazem …

  • Pingback: Pedra Branca, um Mestre Álvaro que nem todo mundo conhece | Revista Happy Hour

  • Boa tarde, meu nome e Emerson, trabalho com organizador de excursão e guia de pesca pelo Brasil à fora, ( Amigos Pantaneiros – Pesca é Alegria ) site – http://www.amigospantaneiros.com.br – contato 27-99254-1718. Adora este tipo de aventura trilhas, acampamento, essa vivencia junto a natureza, ouvir sentir, afinal e muito bom, traz um paz muito boa.
    Quando tiver esse tipo de aventura me avisem….
    Abraço a todos.

    ( Eu resido em Vitória – Mata da Praia )

    Obs, Conheço o Patrick, gente boa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *